// Notícias
VALE A PENA CORRER EM JEJUM?

Muita gente que corre pela manhã tem dúvida sobre a importância de se alimentar antes de sair de casa e de como deve ser feita a primeira refeição dos dias de treino. Desde que surgiu a “moda” de praticar atividade aeróbica em jejum para acelerar a perda de peso, bastante gente aderiu. Mas vale saber que essa é uma estratégia controversa.

Depois de várias horas sem se alimentar (como estamos pela manhã), o nível de glicose (que é um tipo de carboidrato) no sangue está baixo – o que chamamos de hipoglicemia. Sem ter de onde tirar energia para o exercício, é verdade que o corpo vai buscar em seus estoques de gordura, o que, em princípio, pode soar positivo. Mas de acordo com Camila Gomes, nutricionista da New Millen, o organismo recorre primeiro aos músculos, o que leva à perda de massa magra. “Exercitar-se sem comer nada antes pode causar fraqueza, tonturas e até desmaio, sem falar que, com os músculos desgastados, o rendimento cai”, afirma Diego Lopez, diretor técnico da assessoria esportiva Trilopez, de São Paulo. Os profissionais defendem que apenas pessoas bem treinadas e orientadas de perto por profissionais do esporte devem apostar no jejum antes de correr.

A nutricionista defende o método sob uma condição: “Se o treino for de baixa intensidade – uma caminhada ou pedalada de, no máximo, 30 minutos, por exemplo –, fazê-lo em jejum pode favorecer a eliminação de gordura”, diz. Ainda assim, vale saber que a estratégia pode levar à desaceleração do metabolismo basal – a quantidade mínima de calorias que o organismo necessita para se manter ao longo do dia em repouso, realizando tarefas básicas para seu funcionamento – e, com o tempo, tornar mais difíceis as tentativas de perder de peso.

O café da manhã ideal

Antes de treinar, o ideal é ingerir alimentos que forneçam energia de forma rápida, de preferência, carboidratos. “Isso vai evitar a sensação de cansaço e fadiga muscular”, diz Camila. Mas não pode ser pesada (para não causar mal-estar) nem acontecer imediatamente de sair correndo. “A refeição que antecede o exercício (de três a uma hora antes, dependendo do horário e do volume de corrida) é crucial para garantir bom desempenho”, reitera Nathalia Todesco Fiori, nutricionista esportiva do Núcleo de Nutrição e Bem-Estar Amaral e Fiori, de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Ela criou uma lista de sugestões de café da manhã pré-treino. Confira:

  • Pão integral + queijo minas + geleia + água de coco
  • Torrada integral + queijo cottage + suco natural ou polpa sem açúcar
  • Batata doce + ovo mexido
  • Salada de frutas + aveia + iogurte desnatado
  • Omelete de claras com aveia + pasta de amendoim ou geleia sem açúcar


    FONTE: SUA CORRIDA 

// Outras Notícias
// Circuito da Lua / 82 3235.4054 / 82 9992.6539 / contato@circuitodalua.com